A Lista Negra - Jennifer Brown

Boa Noite, Amores
Fonte: Google imagens
Esse livro é o 2º do desafio de setembro, mas ele se tornou meu livro favorito do ano, mesmo tendo muitos para ler ainda esse ano. É um livro que te prende e exige que você solte seus sentimentos e reflita sobre os fatos relatados.

Fonte: Skoob

Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Editora:Gutenberg
Ano: 2012
Nº Páginas: 272
Classificação: 5 



SinopseE se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. A lista negra, de Jennifer Brown, é um romance instigante, que toca o leitor; leitura obrigatória, profunda e comovente. Um livro sobre bullying praticado dentro das escolas que provoca reflexões sobre as atitudes, responsabilidades e, principalmente, sobre o comportamento humano. Enfim, uma bela história sobre auto-conhecimento e o perdão.

Resenha:

Valerie passou por uma situação muito difícil, algo que marcará sua vida para sempre, seu namorado Nick, matou alguns alunos da escola em que eles estudavam, depois de ter montado uma lista negra, que tinham pessoas que fazia bullying ou apenas não se importavam com eles.
Valerie já fez parte do grupo de populares da escola, mas percebeu que isso não era para ela, e acabou se afastando e mudando seu jeito de pensar, e quando chega ao ensino médio, encontra uma nova turma, que parece entende-la, entre eles está Nick.
Eu soube que estava me apaixonando por ele, por aquele garoto de roupas surradas e mal-encarado, que sorria de um jeito tímido e citava Shakespeare de cor.
Nick virou o melhor amigo de Valerie, e ela acreditava que era eles contra o mundo. Valerie, tinha que enfrentar o bullying dos colegas na escola e ainda ter que viver com pais que não se amam, e viviam brigando, não dando a devida atenção aos filhos, mas que não se separavam.
Valerie e Nick criaram uma lista negra, para todas as pessoas que os ofendia, mas para Valerie era apenas uma forma de extravasar o que sentia, toda a raiva que tinha por ser chamada de "Irmã da morte", só pelo modo que se vestia e agia.   
As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida. 
Este ano tivemos de lidar com uma dose brutal de realidade. O ódio das pessoas. Esta é a nossa realidade. As pessoas odeiam e são odiadas.  Enchem-se de rancor e exigem castigo.
Mas no dia 2 de maio, Nick poe em prática seu plano, e entra na escola determinado a eliminar as pessoas que estavam naquela lista. Após, matar algumas pessoas e atirar em Valerie que se meteu meio, para que ele parasse com o tiroteio, Nick se suicida. É onde toda a história começa,onde fatos serão relatados pelo jornal, as opiniões dos sobreviventes e pais e amigos da vitima serão exposta. E tem a versão de Valerie, mostrando como ela conheceu Nick, e como ela o via. O retorno dela a escola e tudo que ela precisa enfrentar a partir dessa tragédia. Ela tem que ver, além do que é mostrado, enxergar a verdade. 
Sabemos que podemos mudar a realidade. É difícil, e a maioria das pessoas nem tenta fazer isso, mas é possível. Você pode mudar a realidade do ódio ao se abrir para uma amiga. Ao salvar uma inimiga. (…) Contudo, é preciso ter vontade de ouvir e de aprender para mudar a realidade. Principalmente ouvir. Ouvir de verdade. 
 Valerie, perdeu sua melhor amiga, perdeu seu grupo e sua família a ver como causadora da tragédia, como se ela tivesse atirado nas pessoas.  Ela descobre coisas, que nem imagina sobre sua família. Ela encontra um amigo no seu psicologo. Mas acima de tudo ela tem que enfrentar a perda de Nick e a dor que ela sente, por não saber se é ou não culpada de tudo que aconteceu.
Fonte: Google imagens
Essa história mostra que o ódio está em todos nós, mas todos, tem seu lado bom, que só mostram para algumas pessoas. São pequenas coisas que nos deixa alegre, mas são pequenas coisas que nos magoa e faz com que sentimos um rancor muito forte. 
Nós, sempre nos sentiremos ofendidos e odiaremos a pessoa que nos apelidam para fazer chacota de nós, isso não justifica matar ninguém, mas nesse caso foi um aprendizado, para os sobreviventes e todos os envolvidos. Esse livro está cheio de sentimentos contraditórios e uma realidade que nos persegue, a insegurança e a vontade de ser um vencedor, em qualquer aspecto da nossa vida.
Um é meu número favorito – sorriu Bea – Em inglês, a palavra “um” tem o mesmo som do passado de “vencer” e podemos todos dizer no final do dia que vencemos de novo, não podemos? Em alguns dias, chegar ao fim do dia é uma grande vitória. 
Esse livro fala de bullying, amizade, rancor, traição, suicídio, perda, aprendizado, perdão, AMOR, etc. Mostra como nós seres humanos somos mesquinhos e não temos cuidados no que falos para os outros, que existem pessoas que só se sentem bem, ao maltratar ou humilhar o outro. Que mudança não é fácil, mas sim uma aprendizado diário.
A autora Jennifer construiu uma história tão boa, que parece real, que nos faz sentir os mesmos sentimentos dos personagens, que te deixa frustada e alguns momentos te deixa leve. 
Todos os personagens são bem construídos, e preenche a história de uma maneira perfeita, que enriquece a história e os diálogos são extraordinários, e deixa o enredo excepcional. 
Estou apaixonada por esse livro, mesmo que ele me deixou triste. Mas é algo tão real. O amor de Valerie e Nick é fofo, as brincadeiras simples deles, mostra como pequenas alegrias nos muda.
Fonte: Google iamgens
Galera leiam esse livro, ele é muito bom. Todos devem ler ele. Uma história triste, mas emocionante.
Beijinhos <3.

Comentários